Advogado retoma a tradição do mito para explorar a relação entre Direito e a vida

Advogado retoma a tradição do mito para explorar a relação entre Direito e a vida
setembro 24 06:51 2014 Imprimir este Artigo
Publicidade

Em seu primeiro livro, Bruno Di Mario dialoga com Eros para compartilhar suas reflexões e paixões sobre o universo das leis.

Uma reflexão sobre o Direito e sua inserção na vida, essa é a proposta do advogado Bruno Di Marino em seu primeiro livro, “Mito e Direito – a festa de Eros”, que a editora Livros Ilimitados lançará no dia 2 de outubro, às 19h, na Livraria da Travessa de Ipanema. Através da obra, o autor pretende retomar a tradição grega do uso do mito como uma narrativa que organiza um conhecimento sobre a realidade, reunindo fundamentos racionais e emotivos.

Di Marino vai além da visão simplista do mito como sendo um pensamento fantasioso e sem nenhuma ligação com a realidade. Para ele, o que há, na verdade é uma forma de narrativa heterogênea, que permite o desenvolvimento de um pensamento de solicitude, que pensa com o corpo, a fantasia e com o coração. É um livro que procura apresentar a complexidade que existe entre a relação do Direito com a vida.

“Eu quis materializar em palavras não somente as minhas reflexões sobre o Direito, mas também a minha paixão. Por isso o livro tem um caráter muito pessoal. E vi no mito a melhor forma de estruturar uma narrativa que consiga aliar o senso crítico que desenvolvi na minha carreira com os sentimentos que afloraram nessa caminhada”, explica Di Marino, que, no livro, tem justamente Eros – deus grego símbolo do amor e da paixão – como interlocutor dessa complexidade que é a existência.

Mesmo sendo sua estreia na Literatura Jurídica, Di Marino já começa a colecionar elogios que qualificam a sua obra e criam expectativas para o futuro de sua carreira como escritor. Segundo as palavras de Ferreira Gullar, o autor oferece “um texto rico de implicações e que reflete a consciência da complexidade”. Para o professor de Direito Constitucional da Uerj e Puc, Carlos Roberto Siqueira Castro, as reflexões propostas são uma leitura enriquecedora que “instiga, adverte, emociona, choca e, sobretudo, toca o coração dos espíritos ousados”. E o psicanalista Carlos Alberto Plastino afirma que “o leitor terá em mãos é o relato de uma trajetória corajosa e criativa”.

Sobre Bruno Di Marino
Bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – PUC Rio, onde também se tornou Mestre em Teoria Geral do Estado e Direito Constitucional, com a defesa da dissertação “J.J. Rousseau e o Mito da Vontade Geral”, jamais publicada. Acumula experiência profissional nas áreas de Contencioso Cível, Comercial, Constitucional e Administrativo com atuação junto à Justiça Estadual e Federal, e perante tribunais de cúpula. Di Marino é especializado ainda em Assessoria Preventiva em Direito Civil, Comercial, Constitucional e Administrativo. O advogado é autor também de vários trabalhos publicados na PUC Rio, jornais e revistas jurídicas, além de ministrar palestras.

  Categories:
ver mais artigos

Sobre o autor

Editor
Editor

Editor, Gerenciador de Conteúdo.

Ver mais artigos

Nenhum comentário!

Você pode ser o primeiro a iniciar uma conversa.

Adicionar um Comentário

Expresse aqui sua opinião comentando.