Defensoria da União tenta garantir mais 12 meses no INSS a desempregados

dezembro 02 20:14 2009 Imprimir este Artigo
Publicidade

DPU/MG tenta garantir mais 12 meses no INSS a desempregados    

Belo Horizonte, 02/12/2009 – A Defensoria Pública da União em Minas Gerais (DPU/MG), por meio da Defensora Pública Federal Giêdra Cristina Pinto Moreira, está movendo ação civil pública na Justiça Federal contra o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), com o objetivo de garantir o cumprimento do disposto na Lei nº 8.213/91, em relação aos prazos para manutenção do desempregado como beneficiário do INSS.

 A Lei nº 8.213/91, em seu artigo 15, determina que o desempregado tem direito a permanecer por doze meses como beneficiário e que esse prazo pode ser prorrogado por outros doze meses, desde que o desempregado se registre em um cadastro específico do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

 O INSS, no entanto, vem se recusando a conceder essa prorrogação de doze meses, alegando que o desempregado não está registrado nesse cadastro específico. Fato que se deve, segundo apuração em procedimento administrativo, à falta de implementação de tal cadastro pelo Poder Público.

 Com o objetivo de garantir ao cidadão desempregado um benefício que lhe é garantido pela legislação, a DPU/MG tenta assegurar que a condição de beneficiário do desempregado seja prorrogada por mais doze meses, independentemente da existência do registro de desemprego em cadastro específico junto ao MTE. A Defensoria Pública da União pede ainda que essa prorrogação aconteça até que o Poder Público implemente efetivamente o referido cadastro.

 
Fonte:
Comunicação Social DPGU

  Article "tagged" as:
  Categories:
ver mais artigos

Sobre o autor

Editoria
Editoria

Ver mais artigos

Nenhum comentário!

Você pode ser o primeiro a iniciar uma conversa.

Adicionar um Comentário

Expresse aqui sua opinião comentando.