Acidentes de moto lideram crescimento nas taxas de morte no trânsito

by Editor | 14 de abril de 2011 7:00

Acidentes de moto lideram crescimento nas taxas de morte no trânsito

Complemento do Mapa da Violência 2011
destaca acidentes com veículos automotores.

Na período que compreende os anos de 1998 e 2008, o Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde registrou um total de 38.273 mortes em diversos tipos de acidentes de trânsito no Brasil. Esse dado coloca o Brasil em 10º lugar entre os 100 países analisados no Mapa da Violência 2011, divulgado no último dia 24 de fevereiro em parceria com o Ministério da Justiça. Agora, o autor do estudo, Julio Jacobo Waiselfisz, Diretor de Pesquisas do Instituto Sangari, publica caderno complementar em que amplia e aprofunda a análise sobre acidentes de tráfego e destaca: os acidentes com motocicletas lideram as estatísticas de morte no trânsito no país.

Se as demais categorias – automóveis, caminhões, bicicletas e pedestres – têm longo histórico no Brasil, a motocicleta era relativamente desconhecida do grande público até 3 décadas atrás. Em 1970, as 62 mil motocicletas registradas no país representavam só 2,4% do total de veículos motorizados. Em 2010, já podiam ser contadas 16,5 milhões de unidades, representando 25,5% dos veículos motorizados.

O período 1998/2008 apresenta aumento no número de óbitos por acidentes de trânsito da ordem de 23,9%, e a estrutura, a composição desses acidentes, mudou. Nos registros do SIM, se o número mortes de pedestres caiu drasticamente, em todas as outras categorias, ele aumentou:

*
Ocupante de automóvel mais que duplicou.
*
Ocupante de caminhão quase triplicou.
*
Ciclistas quadruplicaram.
*
De forma trágica, destacam-se os motociclistas, cuja mortalidade aumentou 754% na década analisada.

Os dados permitem afirmar que a mortalidade por acidentes de trânsito, na década imediatamente posterior ao novo Código Nacional de Trânsito, teve seu pólo de crescimento nas mortes de motociclistas, inclusive em termos relativos, ou seja, independentemente do fato de ter havido aumento da frota.

Leia o material completo e o complemento em:
www.mapadaviolencia.org.br

Source URL: http://www.direitolegal.org/diario-forense/acidentes-de-moto-lideram-crescimento-nas-taxas-de-morte-no-transito/