CNJ ja recebeu 14 mil processos via internet

outubro 06 09:29 2009 Imprimir este Artigo
Publicidade

Sistema E-CNJ já cadastrou 14 mil processos eletrônicos

O sistema de processos eletrônicos do E-CNJ já cadastrou 14 mil processos. Essa marca é referente a todos os processos em andamento até o final de setembro e, também, aos julgados pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) desde fevereiro de 2007, quando o sistema entrou em operação. Dentre esses, o Conselho já julgou 9.307 processos administrativos e possui um total de 5.484 processos em tramitação. No total, foram arquivados no sistema 8.535 processos.

Conforme informações do Núcleo de Gestão de Sistemas do Departamento de Tecnologia da Informação do CNJ, 74% dos processos eletrônicos do Conselho -sejam estes julgados, em tramitação ou arquivados – correspondem a representações disciplinares, reclamações disciplinares, pedidos de providências administrativos ou disciplinares e procedimentos de controle administrativo. A maior quantidade diz respeito às representações disciplinares (4.590 processos ao todo). Em seguida vêm as reclamações disciplinares propriamente (2.405 processos). Estão cadastrados no sistema, ainda, 1.982 pedidos de providências e 1.392 procedimentos de controle administrativo.

Crescimento – No período entre 1º de janeiro deste ano e 29 de setembro (um espaço de nove meses) foram registradas 6.431 autuações, o que corresponde a 45,87% do total de processos eletrônicos do CNJ. O número chega perto do que foi conseguido num período de 23 meses em anos anteriores, o que mostra o dinamismo e crescimento das ações do CNJ, já que no período entre 01/02/2007 a 31/12/2008 foram registradas 7.587 autuações. “Trata-se de uma prova da tendência crescente da procura pelo CNJ, com aumento significativo na autuação de procedimentos administrativos e disciplinares, afirmou o chefe do Núcleo de Gestão de Sistemas, Giscard Stephanou Silva.

Pelo E-CNJ, o processo é todo informatizado, o que reduz a utilização de papel e acelera o andamento da ação. Por ele, os advogados, as partes (interessados) e os magistrados acompanham virtualmente todos os atos referentes aos processos.

HC/SR

Agência CNJ de Notícias

  Article "tagged" as:
  Categories:
ver mais artigos

Sobre o autor

Editoria
Editoria

Ver mais artigos
  1. Inez
    outubro 07, 22:16 #1 Inez

    Tomara que num futuro não nmuito remoto, todo o Judiciário Baiano esteja informatizado. Assim, será mais célere, principalmente nas Varas especializadas.

    Reply to this comment

Adicionar um Comentário

Expresse aqui sua opinião comentando.