Nota da Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj)

Nota da Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj)
outubro 26 12:35 2012 Imprimir este Artigo
Publicidade

Magistratura Fluminense de Luto
A Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro está de luto pela morte do desembargador aposentado Gilberto Fernandes. O magistrado, que por quase 30 anos integrou o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), foi brutalmente assassinado na noite de ontem (25), em Icaraí, na cidade de Niterói, em uma ação ousada de criminosos. Infelizmente, mais uma vez uma morte violenta em Niterói coloca de luto toda a Magistratura do Rio de Janeiro. Esta tragédia comprova a necessidade urgente de se pensar sobre a violência que destrói e permeia nossa sociedade, e exigir providências imediatas para o cumprimento da garantia constitucional de segurança.
O magistrado Gilberto Fernandes, nomeado juiz de Direito em 1974, foi o primeiro negro a se tornar desembargador da Corte fluminense. Ao longo de sua trajetória na Magistratura, dedicou-se com afinco e seriedade até o momento da aposentadoria, por implemento de idade, em 2003, quando era integrante da 13ª Câmara Cível. A Amaerj se solidariza com a dor dos familiares e transmite os votos de pesar pelo trágico falecimento do magistrado.

Assessoria de Imprensa Amaerj

  Article "tagged" as:
  Categories:
ver mais artigos

Sobre o autor

Editor
Editor

Editor, Gerenciador de Conteúdo.

Ver mais artigos

Nenhum comentário!

Você pode ser o primeiro a iniciar uma conversa.

Adicionar um Comentário

Expresse aqui sua opinião comentando.