Síndrome da visão de computador: o que é, como prevenir e tratar

Síndrome da visão de computador: o que é,  como prevenir e tratar
agosto 15 18:32 2011 Imprimir este Artigo
Publicidade

Cada vez mais pessoas passam a jornada de trabalho inteira em frente ao computador. O que pode parecer um ganho, do ponto de vista dos negócios, de fato pode resultar em sérios problemas de saúde. Principalmente quando, na volta para casa, a pessoa torna a acessar seus e-mails pessoais ou mídias sociais. Nem as crianças e os adolescentes estão livres desse mal, já que costumam passar horas a fio jogando videogame. Dor de cabeça, rigidez no pescoço, dor nas costas e nos punhos são sintomas mais comuns. Mas o pior malefício do uso prolongado do computador é o dano causado à visão: fadiga ocular, visão embaçada e olho seco. Normalmente negligenciados, esses sintomas contribuem para a “síndrome da visão de computador” (Computer Vision Syndrome – CVS).

De acordo com a American Optometric Association, a CVS pode ser definida como o conjunto de problemas relacionados aos olhos e à visão de quem passa horas em frente ao computador diariamente.

“São muitos os profissionais e, inclusive, estudantes que passam horas utilizando o computador, olhando diretamente para o monitor em ambientes secos ou com ar-condicionado. Isso os leva a piscar menos e é o ponto de partida de tantos problemas de saúde ocular. Outros fatores que contribuem para a CVS incluem a necessidade de os olhos se moverem em várias posições, ajustar o foco constantemente e fazer movimentos para dentro e para fora – convergência e divergência.”, diz o doutor Renato Neves, diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, em São Paulo.

Na opinião do médico, as características da tela, como distância, resolução, contraste e brilho devem ser observadas na prevenção das doenças oculares. “Quanto melhor e maior a resolução da tela, tanto melhor para os olhos. No caso de documentos em formato reduzido, considere aumentar o tamanho da fonte ou utilizar o recurso do zoom para aumentar as letras. Enquanto o brilho deve ser ajustado em termos intermediários, nem muito nem pouco intenso, o contraste deve oferecer a melhor visualização possível. Também procure bloquear os pop-ups, já que muitos surgem repentinamente na tela com cores intensas que interferem na visão”.

Neves alerta que os óculos para perto e ‘meio-perto’ são preferíveis aos bifocais. E que o computador deve ser instalado a uma distância confortável, de modo que a parte superior do monitor esteja ligeiramente abaixo da altura dos olhos e a pessoa possa realizar suas atividades sem contorcionismos – físicos ou oculares. “O ideal é que a pessoa possa manter todo o corpo da forma mais adequada e confortável possível enquanto digita. A dor já é um bom indício de que algo precisa ser alterado. Intervalos para tomar água, café ou conversar com um colega do escritório são bem-vindos, já que dão um break para os olhos também e fazem com que a pessoa volte a piscar normalmente, numa frequência ideal”.

Mais quatro dicas para evitar a Síndrome da Visão de Computador:

1.      Já que em muitos casos não dá para abrir mão do computador, acostume-se a fazer visitas regulares ao oftalmologista. Assim ele poderá checar não só a saúde ocular, como se a prescrição dos óculos ou das lentes continua adequada;

2.      Dê um merecido descanso a seus olhos a cada duas horas. Pisque várias vezes sem parar para lubrificar o globo ocular;

3.      Em locais muito secos ou com ar-condicionado pode-se lançar mão dos umidificadores por algumas horas. Assim o ambiente fica mais confortável e os olhos menos ressentidos;

4.      Lágrimas artificiais são outra opção para manter a visão em dia e os olhos longe de problemas. Consulte seu oftalmologista para uma indicação personalizada.

Fonte: Dr. Renato Neves, médico oftalmologista, diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, em SP

  Article "tagged" as:
  Categories:

Nenhum comentário!

Você pode ser o primeiro a iniciar uma conversa.

Adicionar um Comentário

Expresse aqui sua opinião comentando.