Rede Bandeirantes é condenada a pagar R$ 250 mil por exibição indevida de imagens

Rede Bandeirantes é condenada a pagar R$ 250 mil por exibição indevida de imagens
maio 14 07:00 2012 Imprimir este Artigo
Publicidade

 O Tribunal de Justiça de São Paulo julgou hoje (10) ação de indenização que R.M. moveu pela divulgação das imagens em que ele e a ex-namorada, a apresentadora Daniella Cicarelli, aparecem em cenas íntimas protagonizadas em uma praia na Espanha, em 2006. A 4ª Câmara de Direito Público concluiu que há ilicitude passível de reparação apenas nos atos da Rede Bandeirantes.

        A sentença de 2010 condenou os veículos Terra, IG, Rádio e Televisão Bandeirantes, Youtube e Google a pagarem indenização no valor de R$ 35 mil ao autor. As empresas recorreram, pedindo a improcedência da ação e R.M., o aumento do valor arbitrado.

        O julgamento desta quinta-feira, por unanimidade, deu provimento aos recursos dos réus IG, Terra, Google e Youtube para julgar improcedente a ação.

        Por maioria de votos, deu provimento ao recurso do autor para aumentar o valor da indenização apenas em relação a Bandeirantes para R$ 250 mil por ter veiculado as imagens no programa do apresentador Leão Lobo, ciente de que o uso não era consentido.

        De acordo com o relator do processo, desembargador Enio Santarelli Zuliani, a divulgação do material foi realizada pelo canal “de forma sensacionalista, com interesses mercantilistas”.

        O julgamento teve a participação dos desembargadores Fernando Antonio Maia da Cunha e Carlos Teixeira Leite Filho.

Apelação nº 0240521-87.2006.8.26.0100

Fonte: TJSP

ver mais artigos

Sobre o autor

Editor
Editor

Editor, Gerenciador de Conteúdo.

Ver mais artigos

Nenhum comentário!

Você pode ser o primeiro a iniciar uma conversa.

Adicionar um Comentário

Expresse aqui sua opinião comentando.