TJPE, devedor pode aderir ao programa Proendividados pela internet

TJPE, devedor pode aderir ao programa Proendividados pela internet
setembro 12 07:00 2011 Imprimir este Artigo
Publicidade

O Programa de Tratamento de Consumidores Superendividados (Proendividados), agora, conta com site no portal do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). A iniciativa é da Coordenadoria Geral das Centrais de Conciliação, Mediação e Arbitragem. Na internet, o interessado em organizar sua vida financeira, e sair do círculo vicioso do consumismo irresponsável, pode registrar sua adesão ao programa, sem necessidade de se deslocar para o Fórum Thomaz de Aquino Cyrillo Wanderley – 3º andar, onde funciona a equipe de atendimento do ProEndividados.

Além disso, o internauta pode conhecer as leis, os telefones para contatos, entre outras informações do programa. Também poderá conferir os mandamentos para não se endividar, e o fluxograma (caminho) da solicitação no ProEndividados.

O site também possui um link para o Sistema de Resolução Consensual e Arbitral de Conflitos do TJPE (Centrais de Conciliação, Mediação e Arbitragem), e vice-versa, já que esses órgãos estão sob a mesma Coordenadoria. “Tanto nas Centrais, quanto no programa, a missão é obter a conciliação entre as partes, evitando sempre que o cidadão trilhe o caminho mais complexo, e muitas vezes menos indicado, do processo litigioso”, explica o coordenador Adjunto das Centrais, juiz Ruy Patu.

O que é o Proendividados

O programa, instituído pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), em parceria com a Escola Superior da Magistratura de Pernambuco, o Proendividados, desenvolve ações para o tratamento e acompanhamento dos consumidores Superendividados e a resolução amigável dos conflitos com os seus credores.

De acordo com o Coordenador Geral das Centrais, desembargador Leopoldo Raposo, a procura pelo serviço superou as expectativas. “Em apenas dois dias de funcionamento, no início do programa, registramos mais de 100 atendimentos. É preciso esclarecer que o Proendividados é um serviço permanente, e não temporário”, afirma o magistrado.

Fonte:
Izabela Raposo | Ascom TJPE
Mais:

ver mais artigos

Sobre o autor

Editor
Editor

Editor, Gerenciador de Conteúdo.

Ver mais artigos
  1. paulo
    maio 22, 16:26 #1 paulo

    eu já entrei em comtato telefonico varias vezes com o banco PAN, para fazer um acordo da minha divida, mas so recebo a resposta de que essa opçao nao está disponivel que eu tenho que pagar o valor que está descriminado na fatura. o que devo fazer?

    Reply to this comment

Adicionar um Comentário

Expresse aqui sua opinião comentando.