Defensoria Pública pede suspensão de processo contra apropriação de três DVDs

setembro 29 18:37 2010 Imprimir este Artigo
Publicidade

Defensoria Pública pede suspensão de processo contra apropriação de três DVDs

A Defensoria Pública da União apresentou Habeas Corpus (HC 105604), com pedido de liminar, ao Supremo Tribunal Federal, pedindo o trancamento de ação penal em curso na 2ª Vara Criminal de Rio Grande (RS) contra M.A.S.L., acusado de apropriar-se indevidamente de três DVDs de uma locadora. A Defensoria pede a aplicação, ao caso, do princípio da insignificância.

M.A.S.L. foi denunciado pela subtração dos DVDs, avaliados em R$ 139,00. A Vara Criminal rejeitou a denúncia por reconhecer que sua conduta era atípica, em razão da incidência do princípio da insignificância, diante do valor ínfimo dos objetos de que ele supostamente teria se apropriado. O Ministério Público, porém, recorreu ao Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS), que reformou a decisão e determinou o recebimento da denúncia.

Autuada a ação penal, a Defensoria impetrou habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ), que o indeferiu. No HC ao Supremo, a Defensoria argumenta que M.A.S.L. “está ameaçado de sofrer coação em sua liberdade de locomoção” devido à denúncia que lhe atribui conduta materialmente atípica, praticada sem violência ou grave ameaça a vítima.

CF/CG

Fonte: STF

  Article "tagged" as:
  Categories:
ver mais artigos

Sobre o autor

Editor
Editor

Editor, Gerenciador de Conteúdo.

Ver mais artigos

Nenhum comentário!

Você pode ser o primeiro a iniciar uma conversa.

Adicionar um Comentário

Expresse aqui sua opinião comentando.