Segunda Instância

Auditoria da Justiça Militar recebe prisão em flagrante de PMs

O Plantão Judiciário do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro determinou nesta terça-feira, dia 18 de março, que os autos da prisão em flagrante, por cinco dias, dos subtenentes da Polícia Militar Rodney Miguel Archanjo e Adir Serrano Machado e do 3º sargento Alex Sandro da Silva Alves fossem remetidos à Auditoria da Justiça Militar. Os PMs estariam envolvidos no resgate da auxiliar de serviços Cláudia Ferreira da Silva que foi arrastada por um carro da PM, no dia 16 de março, após ser atingida por uma bala perdida no Morro da Congonha, em Madureira, na Zona Norte do Rio.

Eles foram indiciados por infringirem o artigo 324 do Código Penal Militar, ao deixarem, no exercício de função, de observar lei, regulamento ou instrução, dando causa direta à prática de ato prejudicial à administração militar.

“Ciente da prisão, constato que o flagrante encontra-se hígido, tanto formal como materialmente, não havendo razão para se cogitar de relaxamento da prisão em comento. Encaminhem-se os autos à Auditoria Militar já que se trata de procedimento próprio previsto no Código de Processo Penal Militar”, diz a decisão.

Nº 0088024-11.2014.8.19.0001

 

Fonte: TJRJ

Comentar

You must be logged in to post a comment Login

Comentar

destaque

To Top