Segunda Instância

Ex-delegada regional é condenada pela 2ª vez por corrupção e prevaricação 1

Ex-delegada regional é condenada pela 2ª vez por corrupção e prevaricação 1

A ex-delegada regional de Jaraguá do Sul, Jurema Wulf, foi condenada pela juíza de direito Cândida Inês Zoellner Brugnoli, da Vara Criminal da Comarca de Jaraguá do Sul, em 14 anos e nove meses de prisão, pela prática de corrupção, prevaricação (omissão praticada por funcionário público), quebra de sigilo funcional e advocacia administrativa.

A sentença, publicada hoje (17/11), fixa também a pena de 11 anos de prisão a Dilva Dolzan, ex-escrivã de Polícia, por prevaricação, quebra de sigilo e falsidade ideológica. As duas perderam os cargos públicos que ocupavam. O processo inclui, ainda, a condenação de José Wodzinsky, Vinicius Wodzinsky, Everson Wodzinsky e Lídio Ceppli, pela prática de jogo de azar.

Fonte: TJSC

Comentar

You must be logged in to post a comment Login

Comentar

destaque

To Top