Geral

Censura ao Blog do Noblat: “é vergonhoso, e ninguém reagiu na internet

Este não é o primeiro caso de censura à imprensa via decisão da Justiça. O jornal O Estado de S. Paulo já sofreu com o procedimento. Em 2009 foi impedido de noticiar informações relacionadas à família Sarney e à operação Faktor, da Polícia Federal, que investigou negócios do empresário Fernando Sarney no Maranhão e de outros familiares do presidente do Senado. “Este foi um exemplo típico de como os nossos políticos ainda acreditam que podem controlar os meios de comunicação”, diz Rossi.

Gabriel Rossi alerta sobre o perigo que ainda ronda os meios de comunicação tradicional e a web

Engana-se quem pensa que o Brasil está livre da censura. Em pleno século XXI, na era da globalização e das ferramentas digitais, o cerceamento à liberdade de imprensa ainda ronda os meios de comunicação tradicionais e, incrível, até a internet, a ferramenta de comunicação mais democrática inventada pelo homem. Há exatos 124 dias o Blog do Noblat, comandado pelo jornalista Ricardo Noblat, está impedido por uma juíza de Manaus a publicar uma foto-charge da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB). “É inacreditável e vergonhoso, mas o que espanta é que houve quase nenhuma reação na internet. Isso é um perigo, inaceitável”, relata o estrategista em marketing Gabriel Rossi.

Este não é o primeiro caso de censura à imprensa via decisão da Justiça. O jornal O Estado de S. Paulo já sofreu com o procedimento. Em 2009 foi impedido de noticiar informações relacionadas à família Sarney e à operação Faktor, da Polícia Federal, que investigou negócios do empresário Fernando Sarney no Maranhão e de outros familiares do presidente do Senado. “Este foi um exemplo típico de como os nossos políticos ainda acreditam que podem controlar os meios de comunicação”, diz Rossi.

Agora, no caso de Noblat, a decisão da juíza Naira Neila impede a publicação da foto-charge, que mostrava episódio em que a senadora afirma ter recebido uma ovada, episódio depois refutado pela imprensa e colocado em dúvida pela própria Vanessa Grazziotin, que ficou na dúvida entre ter sido vítima com um ovo ou cuspe.

“É claro que todos têm direito à justiça. Mas infelizmente ainda há quem lance mão da censura para controlar o livre pensamento. E controlar a internet – uma ferramenta tão importante no mundo globalizado – é mais do que um passo atrás para a formação de opinião da sociedade”, destaca o estrategista em marketing.

“Ovo ou cuspe é uma agressão. E toda agressão deve ser combatida e repudiada. Mas também é uma agressão ao livre pensamento a Justiça determinar a retirada das fotos do blog do jornalista. Espanta-me a reação tímida que o fato teve na internet. Há tantas campanhas nas redes sociais, muitas estapafúrdias. É hora de os internautas acordarem”, conclui Rossi.

Comentar

You must be logged in to post a comment Login

Comentar

destaque

To Top