Geral

HIPNOSE – Polícia vai usar hipnose para auxiliar investigações

Segundo Dr. Jairo Mancilha, diretor do Instituto de Neurolinguística Aplicada (INAp), quase todas as pessoas já experimentaram alguma forma de hipnose em algum momento da vida. “Na verdade toda hipnose é auto-hipnose e o paciente está sempre no controle. Não há nada a temer, porque a hipnose é um processo completamente seguro quando é usada profissionalmente”

Polícia vai usar hipnose para auxiliar investigações

O Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) pretende criar o primeiro setor de hipnose forense no Estado de São Paulo. O método da hipnose é a nova aposta da Polícia Civil para investigar crimes graves. Vítimas ou testemunhas de crime serão atendidos por psiquiatras que irão utilizar técnicas de hipnose para quebrar a barreira do trauma. Em pouco tempo elas revelarão detalhes esquecidos que vão ajudar a formar o retrato falado do criminoso.

O objetivo do setor é retirar informações do subconsciente das pessoas hipnotizadas, para que relembrem fatos que consideram esquecidos. O mesmo programa já existiu com sucesso, por mais de dez anos, na Secretaria de Segurança do Paraná, mas acabou suspenso por falta de especialistas.

Quando se usa a hipnose para tratar um problema físico ou psicológico, chamamos o processo de hipnose clínica ou de hipnoterapia. A hipnose pode ser definida como um estado alterado de consciência ou percepção. Em termos simples, a hipnose é um estado de profundo relaxamento no qual o consciente e o inconsciente do cliente podem ser focalizados por ficarem mais receptivos à sugestão terapêutica.

Segundo Dr. Jairo Mancilha, diretor do Instituto de Neurolinguística Aplicada (INAp), quase todas as pessoas já experimentaram alguma forma de hipnose em algum momento da vida. “Na verdade toda hipnose é auto-hipnose e o paciente está sempre no controle. Não há nada a temer, porque a hipnose é um processo completamente seguro quando é usada profissionalmente”

INAp – Praia do Flamengo, 278 – Flamengo – Rio de Janeiro/RJ – CEP: 22210-030 – Tel: (21) 2551-1032 / (21) 2551-7647 – Funcionamento: segunda a sexta das 09h às 22h, sábado e domingo das 09h às 18h. www.pnl.med.br

Comentar

You must be logged in to post a comment Login

Comentar

destaque

To Top