Manchetes

Detento de MG é aprovado no Enem e se matricula em universidade

A pedagoga da Penitenciária Professor Ariosvaldo Campos Pires Viviane de Freitas conta que o detento Ronaldo sempre demonstrou força de vontade e dedicação. “Durante o dia, ele trabalhava na padaria que funciona aqui na penitenciária. A noite era reservada para os livros e o estudo”, disse Viviane.

Decidido a reconstruir sua vida, o detento Ronaldo Tadeu da Silva frequentou escola no interior da Penitenciária Professor Ariosvaldo Campos Pires, de Juiz de Fora/MG, foi aprovado no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e, agora, aguarda autorização judicial para cursar Pedagogia na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Ele conseguiu estudar graças a uma iniciativa da Secretaria de Estado de Defesa Social de Minas Gerais (SEDS), parceira do Programa Começar de Novo, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que utiliza a oferta de educação e trabalho como estratégia de prevenção da reincidência criminal.

Ronaldo se preparou para o Enem assistindo às aulas na penitenciária, oferecidas pelo Colégio Opção, de Juiz de Fora, que mantém convênio com a SEDS. Ele teve acesso a livros didáticos e pôde tirar dúvidas com os professores do colégio. O esforço lhe rendeu, além da seleção para o curso de Pedagogia, aprovação, em segunda chamada, para estudar História na UFJF, sua segunda opção no Enem. Mas decidiu pela primeira opção, e a irmã dele já fez a matrícula.

A pedagoga da Penitenciária Professor Ariosvaldo Campos Pires Viviane de Freitas conta que o detento Ronaldo sempre demonstrou força de vontade e dedicação. “Durante o dia, ele trabalhava na padaria que funciona aqui na penitenciária. A noite era reservada para os livros e o estudo”, disse Viviane.

Ronaldo hoje cumpre pena na Penitenciária José Edson Cavalieri, também em Juiz de Fora. Se receber autorização judicial para estudar na UFJF, ele frequentará as salas de aula a partir do segundo semestre deste ano.

Além de Ronaldo, o detento Bruno Eduardo Oliveira Reis, da Penitenciária Dr. Manoel Martins Lisboa, de Muriaé/MG, também foi aprovado no Enem e selecionado para estudar Educação Física na Universidade Federal de Viçosa (UFV).

Segundo a SEDS, 69 dos 130 estabelecimentos penais mineiros contam com escolas instaladas em seu interior. São cerca de seis mil detentos matriculados, aproximadamente 11% da população carcerária estadual. De acordo com a legislação penal brasileira, a cada 12 horas de estudo o detento reduz em um dia o tempo de duração da pena.

Jorge Vasconcellos
Agência CNJ de Notícias, com informações da SEDS/MG

Comentar

You must be logged in to post a comment Login

Comentar

destaque

To Top