Manchetes

Preventiva para servidor suspeito de vender certidões judiciais falsas

A prisão preventiva foi solicitada pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), a fim de garantir a coleta de provas que venham a confirmar o crime supostamente praticado pelo servidor.

 Um servidor do Fórum da comarca de Araquari, região Norte do Estado, foi preso preventivamente nesta quinta-feira (26/7), pela suposta venda de certidões judiciais falsas. A prisão preventiva foi solicitada pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), a fim de garantir a coleta de provas que venham a confirmar o crime supostamente praticado pelo servidor.

Segundo a Promotoria de Justiça da comarca de Araquari, uma pessoa foi presa em flagrante com uma certidão falsa emitida pelo servidor de Araquari, na 2ª Vara de Direito Bancário da comarca de Joinville. Em seu depoimento, a pessoa presa afirmou que a certidão havia sido comprada do servidor pelo valor de R$ 75.

O mandado de prisão contra o servidor foi cumprido pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas de Joinville (Gaeco/Joinville), força-tarefa formada pelo MPSC, Polícias Civil e Militar e Secretaria da Fazenda. O Gaeco também cumpriu mandados de busca e apreensão na residência do servidor e nos computadores por ele utilizados no Fórum de Araquari.

Com 28 anos de carreira, o funcionário já responde a processos administrativos por outros fatos (com informações da Coordenadoria de Comunicação do MPSC).

Fonte: TJSC

Comentar

You must be logged in to post a comment Login

Comentar

destaque

To Top