Alienação Parental, da lei à doença familiar

A ruptura do casamento gera, em um dos genitores, sentimentos de raiva e ódio e uma tendência vingativa. Isso geralmente acontece quando um dos cônjuges não consegue elaborar adequadamente o luto da separação, ou seja, a morte daquela relação amorosa e a rejeição. Este processo desencadeia a necessidade de desmoralizar e desqualificar o ex-cônjuge. No centro deste conflito, o filho que é utilizado como instrumento de agressão e esta doutrinação do SAP é um abuso emocional.
A ruptura do casamento gera, em um dos genitores, sentimentos de raiva e ódio e uma tendência vingativa. Isso geralmente acontece quando um dos cônjuges não consegue elaborar adequadamente o luto da separação, ou seja, a morte daquela relação amorosa e a rejeição. Este processo desencadeia a necessidade de desmoralizar e desqualificar o ex-cônjuge. No centro deste conflito, o filho que é utilizado como instrumento de agressão e esta doutrinação do SAP é um abuso emocional.

Ler mais

Alienação parental: Judiciário não deve ser a primeira opção, mas a questão já chegou aos tribunais

Nos casos identificados como alienação parental, um dos pais (o genitor alienante) procura excluir o outro (genitor alienado) da vida dos filhos, não o incluindo nas decisões mais importantes sobre a vida das crianças. O alienante também interfere nas visitas que o alienado tem com as crianças, controlando os horários e o impedindo de exceder seu tempo com os filhos

Ler mais

A nova Lei da Alienação Parental

A Lei da Alienação Parental será aplicada a todos os processos em andamento, e não apenas a processos protocolados a partir da assinatura presidencial.Processos com sentença negando a alienação ou punição quando a alienação for existente poderão ser reabertos ou peticionar novos processos.

Ler mais

Alienação parental: Juíza atua ativamente no combate a abuso moral

Segundo Ângela Gutierres, um caso comum de alienação parental, quando a mãe detém a guarda, é a acusação de abuso sexual contra o pai. Com o objetivo de proteger a criança, magistrados quando se vêem distantes de processos dessa natureza costumam afastar o pai e avós paternos do convívio com a criança. Como comprovar que não cometeu abuso é um processo complexo e lento, o afastamento acaba resultando na perda do vínculo, situação difícil de ser revertida.

Ler mais

ALIENAÇÃO PARENTAL – Magistrado reverte guarda de criança após constatação de alienação parental

A decisão inverte o direito de guarda da criança mas, ainda assim, garante o direito de visita à mãe da menor, em dias especificados. “É cediço que em se tratando de guarda de filhos, deve sempre prevalecer o ideal interesse destes, o que lhes for mais benéfico, em detrimento do interesse dos pais ou ainda do que estes entendem ser o melhor, para si ou para a prole”, concluiu o magistrado.

Ler mais