“Juridiquês” em documento minimiza prejuízo de comprador de moto Kawasaki

No seu entendimento, não há como esperar que o comprador, quase sempre leigo quanto a questões formais relativas a importação de bens, possa compreender que o objeto adquirido é litigioso. “Essa informação deveria ter sido prestada pela ré e constado expressamente e em destaque, em linguagem simples, como determina o Código de Defesa do Consumidor.” A votação foi unânime. (Ap. Cív. n. 2011.073789-5)

Ler mais

Juiz leigo deixa “juridiquês” de lado e parte para o popular

“Assim, seu João, eu te digo que o Senhor ganhou a causa, e que a partir de agora a moça que dirigia e o dono do outro carro, solidariamente, isso quer dizer, ou uma ou o outro vão ter que pagar, ou os dois, estão lhe devendo aqueles R$ 2.020 por essa sentença, que tá encerrando o processo com o que a gente chama de ‘total procedência do pedido com a extinção do processo com julgamento de mérito’, palavrão esse todo que quer dizer que acabou por aqui […]”, sentenciou Ozawa, com a leitura da decisão favorável ao autor.

Ler mais