Banco IBI condenado em R$ 5.450,00 por danos morais

Ante o exposto, com fundamento nos dispositivos legais acima invocados e no artº. 269, I, do CPC, ao tempo em que ratifico a liminar de fl. 12/13, julgo PROCEDENTES os pedidos deduzidos contra o Demandado, BANCO IBI S/A, declarando a inexistência de débito da Demandante para com o Réu, bem como para condená-lo a pagar à Autora, a título de indenização pelos danos morais que lhe causou, a importância de R$-5.450,00= (cinco mil, quatrocentos e cinquenta reais), decorrente da inscrição indevida e injusta do seu nome em órgão de proteção ao crédito (SPC),

Ler mais

Bradesco deve indenizar cliente que quitou débito mas continuou com nome negativado

O Banco Bradesco foi condenado a pagar indenização de R$ 3 mil para o cliente M.V.C., que permaneceu com o nome no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) mesmo após o pagamento de dívida. A decisão foi da 7ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE).

Ler mais

Justiça declara abusivas as cláusulas contratuais do Banco Santader Noroeste

JULGO PROCEDENTES os pedidos, ao tempo que declaro como abusivas as cláusulas contratuais que estabelece a taxa de juros superior a 12%, a prática de anatocismo e a cumulação de correção monetária com comissão de permanência e determinar a Revisão do Contrato, para que seja observada a incidência de juros remuneratórios no percentual de 12% ao ano e o IPC/INPC como índice de correção monetária, bem como declaro a nulidade da cláusula que estabelece a comissão de permanência cumulada com juros de mora e multa contratual

Ler mais

Banco Santander condenado em R$ 5.450,00 por danos morais

Ante o exposto, com fundamento nos dispositivos legais acima invocados e no artº. 269, I, do CPC, ao tempo em que ratifico a liminar de fl. 40, julgo PROCEDENTES os pedidos deduzidos contra o Demandado, BANCO SANTANDER BRASIL S/A, declarando a inexistência de débito da Autora para com o Réu, bem como para condená-lo a pagar-lhe, a título de indenização pelos danos morais que lhe causou, a importância de R$-5.450,00= (cinco mil, quatrocentos e cinquenta reais)

Ler mais

Clube Sul America Saude e Vida e Monte Tabor Centro Italo Brasileiro de Promoção Sanitária, condenados

julgo PROCEDENTE a ação para reconhecer a injustiça da negativa de autorização da cirurgia da autora, confirmado a tutela antecipada deferida e determinar que a seguradora ré arque com o valor do procedimento, declarado abusiva qualquer cláusula que veda a utilização do procedimento cirúrgico utilizado. Condeno, ainda, CLUBE SUL AMÉRICA SAÚDE E VIDA a título de indenização por danos morais, em face da intensidade dos dissabores suportados pelas autoras a quantia de R$ 5.000,00 (cinco mil reais),

Ler mais

Justiça condena a Companhia Aerea Air Canada em R$ 31 mil por danos morais e materiais por vôo atrasado

Assim, por tudo que acima foi exposto, julgo procedente a presente Ação de Indenização para condenar COMPANHIA AEREA AIR CANADÁ ao pagamento da quantia equivalente a 5.193,00 (cinco mil e cento e noventa e três reais) a títulos de danos materiais, acrescidos de juros de 1% ao mês e corrigidos monetariamente pelo INPC desde a data do ingresso da ação e R$ 25.000,00 a titulo de danos morais

Ler mais

Banco Itaú é condenado a indenizar vítimas de roubo dentro da agência

Ainda de acordo com o magistrado, a decisão abrirá precedentes. “Importante consignar que esta decisão abre precedentes para que outras pessoas, em igual situação, ao se sentirem lesadas e desprotegidas, recorram ao Poder Judiciário para que possam ser ressarcidas dos danos sofridos. Esperando-se, com isso, que as outras instituições financeiras reorganizem sua segurança, visando, principalmente, a segurança de seus clientes e não só a segurança patrimonial”, ressaltou.

Ler mais